terça-feira, 11 de dezembro de 2012


Eu jamais soube !!

sábado, 17 de novembro de 2012

Solidão ... Saudade... Tristeza...

Solidão ... Saudade... Tristeza...

Eita palavras que nos fazem sofrer, apenas uma delas já faz um estrago danado em nossa vida, imagina todas elas nos atormentando.
Hoje me dei conta o quanto o final de ano está perto, e percebi que mais um ano está no fim, e minha vida continua a mesma coisa de sempre ... 
Com cobertura de solidão salpicada de tristeza e com recheio de saudade. 
Onde está a minha chance de fazer um pedido para o papai noel ? Ahhh... Tinha esquecido, ele não existe... 
O que existe mesmo é a vida... E a cruel e tirana vontade de ter tudo aquilo q não posso ter.
Não adianta correr atrás ... Não adianta ficar esperando ... a coisa não está fácil. 
Desde cedo quis vir escrever aki hoje, por ver que nada mais pode ser feito, não vou deixar a vida me levar, afinal o zeca pagodinho já faz isso ... Mas vou ficar por aki, é menos cansativo e dolorido. 
Correr atrás, e não alcançar além de nos cansar, nos deixa sem esperanças no que virá. 

(Seriam Souza 17/11/2012)

segunda-feira, 5 de novembro de 2012


Se eu pudesse apagaria a semana passada INTEIRA de minha vida ... E com certeza faria tudo diferente.
Mas como isso não é possível ... Que continuem vindo as consequencias.

Meu Deus é maior que meus problemas.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012


Hoje acordei relembrando algumas cenas de um passado distante. Já faz bastante tempo que não pensava nessas coisas. 
Era uma época em que eu havia decidido que iria ser feliz há qualquer custo. Me obriguei a querer conhecer pessoas diferentes, conhecer outros lugares, ser mais ousada ... Mas sabe o que pude tirar de tudo isso ?? NADA!!!
Não importou o que fiz, não aprendi absolutamente nada, pelo contrário, se eu fosse do tipo que me arrependo com certeza isso iria ser uma pedra em meu sapato.
Hoje vejo pessoas próximas à mim cometendo erros parecidos, vejo-as errando, tento ajudar, mas vejo que assim como eu no passado as pessoas preferem ter suas próprias experiencias.
Além do mais, quem sou eu para tentar ajudar na vida das pessoas? Sou uma mulher, que passou a maior parte (pra não dizer 90%) de sua vida sozinha, e as vezes lamentando as perdas né?
Mas enfim, as pessoas vão aprender, infelizmente do modo mais difícil.
Hoje é um dia daqueles, onde o que mais desejo é ficar longe de tudo e de todos, mas eu já sei as consequencias do isolamento, sei o quanto pode machucar.
Nossa ... viver definitivamente ... Não é complicado, vejo nítidamente que quem complica sou eu.
Mas o que fazer em um momento como esses? Gritar? Chorar? Fugir?
Não creio que algumas dessas opções seja solução para meus problemas... Acho que o que me resta de verdade, é esperar ... Esperar pra ver como o mistério de minha existencia vai se desenvolver.

p.s: Me segurando para não tentar a opção chorar.        



terça-feira, 23 de outubro de 2012

Você pensa em mim, eu penso em você
Eu tento dormir, você tenta esquecer
Longe do seu ninho, meu andar caminho
Deixo onde passo os meus pés no chão
Sou mais "uma" na multidão

domingo, 14 de outubro de 2012

“Pedro Bala se deitou na areia e mesmo de olhos fechados via Dora. Sentiu quando ela chegou e deitou ao seu lado. Disse:
- Tu agora é minha noiva. Um dia a gente se casa.
Continuou de olhos fechados. Ela disse baixinho:
- Tu é meu noivo.
Mesmo não sabendo que era amor, sentiam que era bom.”

~~ Os capitães da Areia - Jorge Amado~~

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Alma


Tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras; sou irritável e piro facilmente; também sou muito calma e perdôo logo; não esqueço nunca; mas há poucas coisas de que eu me lembre; sou paciente, mas profundamente colérica, como a maioria dos pacientes; as pessoas nunca me irritam mesmo, certamente porque eu as perdôo de antemão; gosto muito das pessoas por egoísmo: é que elas se parecem no fundo comigo; nunca esqueço uma ofensa, o que é uma verdade, mas como pode ser verdade, se as ofensas saem de minha cabeça como se nunca nela tivessem entrando? Tenho uma paz profunda, somente porque ela é profunda e não pode ser sequer atingida por mim mesmo; se fosse alcançável por mim, eu não teria um minuto de paz; quanto a minha paz superficial, ela é uma alusão à verdadeira paz; outra coisa que esqueci é que há outra alusão em mim - a do mundo grande e aberto; apesar do meu ar duro, sou cheia de muito amor e é isso o que certamente me dá uma grandeza.
 
Clarice Lispector

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Aniversário

Sabe .. hoje é um dia que eu deveria dizer que é especial ... Mas ... não consigo ver onde, nem o motivo para isso, hoje é apenas mais um dia em que eu não posso ter o que sempre quis.
Mas como não se pode ter tudo, preciso aprender a me conformar com o que tenho, e digo que não é pouco, tenho saúde, familia e amigos com os quais posso contar. Mas hoje ... especialmente hoje, me sinto sozinha como vivesse em um deserto.

Feliz Aniversário para mim !! 

Obrigada Senhor, por mais esse ano !!



quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Sabe o que me mais mata?
É essa solidão!

Não saber o que virá, e nem ao menos se virá,
Não saber o que esperar, e nem se vale à pena esperar.

A incerteza é algo que aniquila aos poucos, 
um dia, você percebe que as cores já não são tão brilhantes, 
que os sorrisos já não são verdadeiros, 
que as amizades são falhas.

Um dia você acorda e percebe que tudo era um sonho, 
que o céu azul, tem andado mais nublado e cinza,
que as estrelas já não aparecem todas as noites, 
que até a lua, com toda a sua exuberancia tem se escondido atrás das nuvens.

A solidão, é como um bichinho, que vamos criando, e alimentando ele diariamente, 
e chega o dia em que ela está tão robusta, que nos tira a vontade de sair de casa, 
nos rouba a vontade de sorrir, 
a única coisa que a solidão nos dá, e em um grau impressionante..
É TRISTEZA.

(Seriam Souza 27/09/2012)

sábado, 15 de setembro de 2012

“Eu sou feliz, cara. Eu sou feliz demais. Mas eu sou infeliz demais, quando penso em você. Quando penso no que poderia ser, no que poderia ter sido. Eu sei que não dá. Eu nem quero que dê. Não quero mais. Mas não sei o que fazer com esse nó. Vai passar né? Eu sei.” 
— Tati Bernardi


E se quando o momento chegar, eu estiver dormindo ? Você vai me esperar ?

E se quando o momento chegar, eu estiver fora? você vai me aguardar ? 

E se quando o momento chegar, eu estiver sorrindo? você vai querer saber o motivo ? 

E se quando o momento chegar, eu estiver chorando? você vai ser forte e me fazer sorrir? 

As vezes acho que você chegará, 
As vezes acho que nunca chegarei também. 

Será que existe alguem que está me esperando ? É engraçado, sempre fica parecendo que só nós esperamos. 

Enfim ... é muito esperar ... é muito procurar ... Maaassss é pouco ter esperança. E é aí q erramos, se vamos esperar ou procurar, temos que ir na fé. 

(Seriam Souza - Em: 15.09.2012)
 

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Eu quero

Vontade de sair sem rumo, 
Sem destino, e como bagagem apenas as boas lembranças. 
Deixando para trás tudo que me derruba, tudo que me joga ao chão. 
Deixando de lado as tristezas e as desilusões.
Deixando trancados desejos não alcançados, os sonhos não realizados, não os quero mais.
Quero uma nova estrada,
Quero um novo caminho, 
Quero novos sonhos, 
Quero ...
Quero ...
Desejar e ter, sonhar e alcançar.
Quero ir longe, quem sabe na terra do nunca... ou na terra dos sonhos.
Quero ir ... 
Quero viajar ...
E quem sabe nesse momento ...
Poder te encontrar ... poder te tocar.
E ... poder dizer ... Estou aqui, e ouvir vc falar, que bom que você chegou.

(Seriam Souza 31.12.2012)


sábado, 18 de agosto de 2012

Se eu morrer ...


Quando vi essa imagem fiquei pensando ...
Isso já aconteceu comigo ... A pessoa que eu gostava se foi... ou não ... apenas sumiu, desapareceu ... Enfim ... e a vida continua ... a vida segue ... 
Não ... eu não parei ... apenas passei a caminhar devagar, pq sozinha o caminho parece mais comprido e sombrio.
Um dia quem sabe, eu chego... Encontro a tal felicidade tão sonhada. Sei bem que a felicidade existe, plena ou não ... existe ... Masss ... nem todos nós temos o direito de conhece-la.
(Seriam 18.08.2012)
 
 

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Se eu fosse fofa, meiga e sonsa, não teria metade dos meus problemas.

Tati Bernardi

terça-feira, 31 de julho de 2012

Achei de uma simplicidade rssss .... mulher realmente ker detalhes ... e  creio que é aí que a coisa começa à complicar. Pois poucos homens são capazes de aceitar e conviver com as peculiaridades das mulheres. E pouquíssimas mulheres querem mudar para se ajustar à um relacionamento.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Nem sei ... nada sei ... queria saber ... jamais desconhecer ... 
Não queria sentir ... sentir dói, sentir demais é desumano...
Nem pensei ... não queria pensar ... um pensamento ... em nenhum momento.

Pensar em quem não existe, dói
Querer sentir quem não existe, machuca
Um coração abandonado endurece... queria que sim ...
Só assim não precisaria sentir o que sinto.

Vontade de gritar ... de chorar ... e agora choro ... choro como eu prometi não mais fazer ...
Queria compartilhar o meu dia com você, te contar como foi, o que eu vi. 
Contar q hoje fui ao cinema, queria comentar sobre o filme ... rir dos melhores momentos ... e descrever as partes que mais gostei.

Já nem sei o que estou escrevendo aqui ... comecei com uns versinhos, mas não consegui formar nada ... preciso me concentrar melhor, preciso ser uma pessoa melhor. Essas férias estão me matando ... sei lá ... tem horas q bate saudade da faculdade, daí me lembro do que ainda virá. 

Preciso terminar de ler um livro .... já fazem duas semanas e eu não termino ... nem parece akela criatura q já leu um livro em uma noite (e isso não aconteceu apenas uma vez)
 
Afe .. preciso encontrar algo.

Algo que se chama felicidade ...

Se não .... nem sei mais ... 


terça-feira, 10 de julho de 2012

"Se você quer ligar, ligue; se você quer chamar no msn, chame; se você tem algo pra dizer, diga; se você ama, demonstre; se você não quer nada, não iluda; se você quer chorar, chore; se você sente saudade, procure; se você quer, corra atrás. Pare de complicar, tudo pode ser mais simples."

(Texto retirado da página "Homem de Verdade" - Facebook - http://www.facebook.com/o.homem.de.verdade)


 

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Momento Depressão...

Hoje acordei com vontade de ser uma pessoa decisiva, realista, corajosa, forte, determinada, de ser Feliz! e de ir ao cinema (coisa que eu não faço há tempos... o último filme que assisti foi "Os Vingadores", na primeira semana de exibição)


Mas com o passar das horas... percebi que as coisas começaram a enfraquecer, vi que não consigo decidir nem com que roupa eu quero ir trabalhar, e na dúvida sempre pego a primeira que aparece só pra não me atrasar mais ainda.


Com o passar das horas, a realidade caiu em cima de mim tal como "chuva molha besta" (eu chamo assim aquela chuva que cai de repente forte, deixa o povo ensopado, e passa tão rápido quanto veio), como posso ficar sozinha assim? para ser realista preciso admitir que quero alguem em minha vida, que preciso de alguem para complementar o meu eu. Mas se alguma pessoa me pergunta sobre isso, meu coração diz pra eu ser sincera, mas minha mente diz pra eu não admitir que me sinto sozinha, daí faço o que sempre fiz, dou um sorriso bobo, e digo que está tudo bem, que consigo ficar sozinha, mas em meu coração sei que essa é a mais vil mentira de todos os tempos.


Com o tilintar do relógio, a coragem que despertou comigo já sumiu, ela percebeu que eu não era digna dela, já que nem tenho coragem de admitir a verdade, fui covarde a maior parte de minha longa vida, e ainda sou, e isso me enfraquece.


Com o passar das nuvens, a força que poderia habitar em meus olhos, meu coração, minha mente e em todo o resto começa à enfraquecer, se desgasta, passou muito tempo lutando contra  tudo em mim, se sentindo como se nadasse contra a maré, e a doce força se entregou, esvaeceu, não conseguiu sobreviver diante de tamanha fraqueza de minha parte.


Com os pingos da chuva desta tarde (a tão famosa chuva das 3 da tarde), se foi o desejo de ser um dia feliz, problemas, insatifação pessoal, preguiça mental, tristeza... nossa quanta coisa bombardeando o indefeso desejo de felicidade, e lá se foi algo mais que poderia habitar em mim.


Depois desse dia tão ... tão ... desesperador e sem competencia, ainda persiste o desejo de ir ao cinema, mas ao pensar nisso vejo que eu precisaria ser forte e corajosa para ir sozinha, já que não tenho companhia para esse programa. Esse é um grande problema, acho de um grau enorme de solidão a pessoa ir sozinha ao cinema, taí um aprendizado para o dia de hoje. Aprender à ser sozinha. Não é um aprendizado fácil, é de complicação nível 5, mas preciso aprender, há tempos atrás eu ensaiva isso, ia ao centro sozinha (ia correndo e voltava voando, não tinha graça), ia shopping sozinha, mas também não tinha graça, parei de ir, parei de sair, parei de ir ver as coisas ... Aprendizado para hoje, APRENDER À SER SOZINHA. Para amanhã não me sentir tão só. Vai entender essa minha cabeça viu. Afeee ....

 

(Seriam Souza Em: 04/07/2012)




quarta-feira, 27 de junho de 2012

Sim... Mesmo não querendo ... eu sofro ...

Sim ... Mesmo não querendo ... eu choro ...

Sim ... Mesmo não querendo ...  eu penso ...

Sim ... Mesmo não querendo ... eu sou tola ...

Não ... Infelizmente ... não sei ser diferente ... 

(Seriam Souza 27/06/12)

sábado, 23 de junho de 2012

Ainda pouco no facebook, li um texto de Tati Bernardi, autora que eu simplesmente amo, pois parece escrever sempre akilo eu mesma sinto ... E esse q vou postar abaixo, é algo do tipo que apenas ela, e uma outra autora (Martha Medeiros) teriam a sensibilidade de escrever. 


Quero transar com beijo na boca profundo, olhos nos olhos, eu te amo e muita sacanagem, quero cineminha com encosto de ombro cheiroso, casar de branco, ser carregada no colo, filhos, casinha no campo com cerquinha branca, cachorro e caseiro bacana. Quero ter de um lado um livrinho na cabeceira da cama e do outro o homem que amo.
Que a gente brigue de ciúmes, porque ciúmes faz parte da paixão, e que faça as pazes rapidamente, porque paz faz parte
do amor. Quero ser lembrada em horários malucos, todos os horários, pra sempre. Quero ser criança, mulher, homem, et, megera, maluca e, ainda assim, olhada com total reconhecimento de território. Quero sexo na escada e alguns hematomas e depois descanso numa cama nossa e pura.
E quando eu tiver tudo isso e uma menina boba e invejosa me olhar e pensar que "aquela instituição feliz não passa de uma união solitária de aparências" vou ter pena desse coração solitário que ainda não encontrou o verdadeiro amor.
Tati Bernardi

E ?

E se eu sentir falta do que eu nunca tive ?

E se eu sentir falta do que eu nunca vi ?

E se eu quiser ouvir uma voz que nunca ouvi ?

E se eu quiser sentir o cheiro teu, que eu nunca senti?

E se eu quiser ... 

E se eu ...

E se ...

E...

E se eu quiser ter você, que eu nunca conheci ?

(Seriam Souza Em: 23/06/12)


quarta-feira, 20 de junho de 2012

Tem dias que acordo com vontade de chorar ...

Há dias que é de gritar ...

E ainda há aqueles, em que nem quero acordar ... 

Mas no final, eu sempre acordo, enfrento tudo, e vivo o que há pra se viver.

Não dá pra fugir da minha vida, eu até aceitaria a proposta de tirar férias de mim ... mas sei q 2 dias depois ia querer voltar rssss....

Não sei ser diferente, não consigo mudar ... 

As vezes teimo em reclamar, mas sei que em comparação, tenho uma vida mega ultra sonic melhor que muitas por aí.

Lição à aprender: Parar de reclamar de minha solidão. Parar de reclamar de tudo !

P.s: Hoje acordei com vontade gritar ... agora tou com vontade de chorar. 


(Seriam Souza - 20/06/2012)



quinta-feira, 14 de junho de 2012


A letra não ajuda muito rsss ... mas dá pra ler

terça-feira, 12 de junho de 2012

Compartilhei do facebook : Entendeu? Ou quer que desenhe?

VALE A PENA LER, POR FAVOR, NÃO DEIXE DE LER!

Naquela noite,enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e
disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem
dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer
a ela o que estava pensando.Eu queria o divórcio, e abordei o assunto
calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou
em voz baixa: "Porquê?"
Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres
longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos
mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim
do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta
pergunta. O meu coração não pertencia a ela, mais sim, a Jane. Eu
simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.
Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para
ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com
quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei
com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do
que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a
chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado
enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas
finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na
mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi
imediatamente,pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.


Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa,
escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria
nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu
que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma
mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria
seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para
prepar-se bem,sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus
pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do
momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos
casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para
fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava
completamente louca, mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos
dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito
e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim
vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar
o divórcio", disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo,
então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi
totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está
carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do
quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter
caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os
olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu
balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que
atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o
trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu
peito,eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há
muito tempo não prestava atenção nessa mulher. Ela certamente tinha
envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo
estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela.
Por uns segundos,cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste
estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior
como corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a
cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez
meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma
série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro,ela
disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi
que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em
carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega
tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o
braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de
você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as
manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho
e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de
perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo.
Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala
para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a
segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu
a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas
pernas.Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando
estas palavras:"Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o
tempo".

Eu não consegui dirigir para o trabalho... fui até o meu novo futuro
endereço,saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi
as escadase bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a
ela "Desculpe Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com
febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe,Jane. Eu não
vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos
valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor.
Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do
nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos
separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a
porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei
para ocarro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê
de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria
de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus
braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um
grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde
encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu
estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com
ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos
de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso
filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu
filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num
relacionamento.Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no
banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não
proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo
de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los
próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Se você não dividir isso com alguém, nada vai te acontecer.

Mas se escolher compartilhar para alguém, talvez salve um casamento.
Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam
tão perto do sucesso e preferiram desistir..

Valorize quem realmente te ama..Pense nisso!

By .: Ingrid Teixeira
 
P.s: Eu achei o texto muito lindo .... espero que gostem

segunda-feira, 11 de junho de 2012


[…] Prometi não me importar mais, e definitivamente, essa é uma promessa difícil de cumprir.

terça-feira, 5 de junho de 2012

Um homem cego estava sentado em uma calçada, com uma latinha na mão e ao seu lado, em um cartaz constava a seguinte frase: “Sou cego, por favor me ajude.” Poucas pessoas que passavam, ajudavam o homem. Mas logo passou um publicitário que parou na frente do homem, se ajoelhou e escreveu no verso do cartaz outra frase, e saiu. Logo depois, praticamente todas as pessoas que passavam deixavam dinheiro para o homem. E novamente o publicitário veio ao homem, que lhe perguntou: — O que o senhor escreveu? E o publicitário respondeu: — Escrevi a mesma coisa, só que com palavras diferentes. E no cartaz estava escrito assim: “Hoje é um dia lindo, mas eu não posso vê-lo.

 

Vi esse texto no facebook hoje, e achei interessante... infelizmente não sei o autor. Se alguem souber, por favor me avise.

 

sábado, 2 de junho de 2012

** Ferrugens ** 
 

E talvez sejam necessários todos os espaços
Brancos e vazios que preenchem a alma.
Explicar não se faz urgente,
Onde a linha do horizonte se perde no silêncio e na calma.

Distinguir-se e não se arrepender.
Tão pouco das dores que corroem o ser
Como ferrugem, dádiva do tempo,
Oxidam ferro, marcas que deterioram o coração
Pouco a pouco, mas faz-se perceber.
A solução talvez seja adormecer,
E nos sonhos encontrar o que não mais se pode ver.

Alegro-me ao olhar as minhas ferrugens
Os espaços vazios que asseiam atenção,
Talvez de um tempo, algo que passou para não mais voltar,
Ou quem sabe a vida me ensina a esperar.

Alegro-me ao ver minhas ferrugens
Alegro-me só de poder vê-las
Todas são recordações
Fotografias mudas, imagens
E marcas profundas, a minha lição.
 
(Dinely Borges - Blog Os Reflexos da Alma)

sexta-feira, 1 de junho de 2012

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Amado ...


Hoje mais uma vez, lembrei de um tempo em que vc estava em minha vida...

Era páscoa, e vc foi passar o feriado com uns amigos. Nos conhecíamos há poucos dias, e haviam sido dias intensos, e vc disse que sentiria saudades, e sentiu. Quando vc voltou, me disse que passou o tempo todo pensando que eu deveria estar com vc. Sabe, eu fiquei feliz com isso, mas tbm fiquei com medo, pois para mim, os dias que passamos sem nos falar pareceram mais longos do que deveria. Tive medo... medo de gostar de vc, e depois sofrer. Nunca deveria ter me contido, mas não sabemos o que virá na frente, não sabemos o que nos espera, e as vezes erramos.

Muito tempo já passou...
Mas ainda sinto sua falta.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Pra Frente.


Não sei dizer como estou ... Essa semana está sendo cansativa e deprimente ...
Mas uma vez a tristeza chegou em mim, disse à ela que não estava interessada, mas a danada da malcriada não deu ouvidos. Chegou, se instalou, e decidiu ficar brincando comigo. Fica enviando imagens que eu quero esquecer para que a minha pobre cabecinha esquente.
Lembro de coisas que aconteceram, e das que nunca nem passaram perto de acontecer ...
Lembro de palavras ditas, das ouvidas e das que quis ouvir e dizer...
Ohhh Senhor !!!! Afaste de mim, essa tristeza que insiste em querer ficar ...
É pra frente que se anda!!!!!

domingo, 11 de março de 2012

Eu né ...


Quero o que não tenho
Tenho e não valorizo
Me importo e quero só pra mim
Me incomoda e eu abandono
Me ligo em que nem deveria tocar
Colo em que eu não poderia nem sonhar.
Ai Ai ... Contradições diárias
(Seriam 11/03/2012)

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

VaZiO



Mas chega. Hoje decidi que estou prestes a assumir meu coração vazio. Não decidi isso movida por uma grande coragem ou por um momento de iluminação. Nada grandioso aconteceu. Apenas sinto que dei um pequeno, quase imperceptível, passo para uma vida mais madura. Eu simplesmente não suporto mais pintar o céu de cor-de-rosa para achar que vale a pena sair da cama.






sábado, 28 de janeiro de 2012

Tudo

Tudo igual ...



Tudo diferente ....



Tudo que sempre fiz ....



Tudo que sempre quis ....



Nem tudo é tudo que se quer...



Pois as vezes só temos o nada.


(seriam Souza 28/01/2012)